Thursday, April 12, 2012

Sabry e a memória curta

Desde segunda-feira à noite, após o justíssimo triunfo do Sporting sobre o Benfica, que tenho assistido às mais diversas manifestações de desagrado da generalidade dos adeptos encarnados por causa dos festejos de jogadores e simpatizantes leoninos. “Até parece que ganharam o campeonato” ou “parabéns pelo quarto lugar” têm sido apenas algumas das “bocas”... Ora para as “virgens ofendidas” que tanto ficaram sentidas, relembro apenas o que se passou na penúltima jornada do campeonato de 1999/2000 em que o Sporting recebeu o seu grande rival e, em caso de vitória, teria logo festejado o título. Deste modo, o Benfica encheu-se de motivação para estragar a festa oposta e conseguiu-o com um golo do egipcío Abdel Sattar Sabry ao minuto 88 que motivou uma explosão de alegria nas hostes encarnadas (minuto 4 do vídeo). Nada que surpreendesse... Ora, passados quase 12 anos, porque razão o Sporting não haveria de ter festejado o triunfo sobre o Benfica? É algum crime? A diferença poderá ser “só” uma... Em 2000, a festa foi adiada uma semana, enquanto que na presente temporada, o Benfica terá de ter a “ajuda” de FC Porto para chegar ao título.

2 comments :

Jaime Martins said...

Também não percebo tanto azedume. Se fosse ao contrário, aconteceria certamente o mesmo

faa said...

Eu tinha prai 13 anos quando foi este jogo mas ainda me lembro dele. Só não me lembrava do penalty escandaloso que não foi marcado. Há coisas que não mudam com o tempo ;)