Thursday, July 24, 2014

Um rabo seminu...

O vimaranense Moussa Maazou tem um companheiro de equipa na selecção do Níger digno de figurar entre o “top ten” de futebolistas com nomes mais bizarros. Rabo Saminou é um guarda-redes de 28 anos que, infelizmente, ainda não teve oportunidade de jogar na Europa. No seu país, representou sempre o Sahel Sporting Club e pelo meio já teve duas experiências no Enyimba, da Nigéria, e no Cotonsport, dos Camarões. Tem um palmarés assinalável, pois já foi campeão nos três países onde jogou. Curioso é que o guardião tenha optado por usar como “nome de guerra” Rabo Saminou e não Rabo Gado, que também proporcionaria trocadilhos bem interessantes...

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, July 17, 2014

Robben, o injustiçado

Goste-se ou não, a Alemanha foi uma justa vencedora do Mundial do Brasil. A selecção germânica foi uma verdadeira equipa na acepção da palavra. Teve jogadores que se exibiram em grande plano como Manuel Neuer, Mats Hummels, Toni Kroos, Philipp Lahm, Thomas Muller ou Bastian Schweinsteiger, mas foi, acima de tudo, o colectivo que sobressaiu. Já a nível individual, o jogador que, a meu ver, mais desequilibrou foi, indiscutivelmente, Arjen Robben. Aos 30 anos, e depois de mais de 50 jogos oficiais "em cima", o extremo holandês do Bayern de Munique chegou ao Brasil num momento de forma espectacular. Marcou três golos, foi eleito três vezes o melhor em campo e colocou em alerta todas as defesas que encontrou com a bola colada ao seu portentoso pé esquerdo. Contudo, o marketing e o lobby Messi voltaram a falar mais alto e foi o argentino que recebeu a "Bola de ouro". Anedótico.

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, July 10, 2014

Benito é o 18º lateral esquerdo da “era” Jesus

Desde que Fábio Coentrão deixou o Benfica que o clube encarnado tem tido dificuldade em encontrar um lateral esquerdo de qualidade. O brasileiro Siqueira, emprestado pelo Granada na última temporada, foi talvez o mais regular desde que o internacional português, ele próprio uma adaptação à posição, rumou ao Real Madrid, mas “abriu demasiado a boca” e não ficou na Luz. Por isso, o campeão nacional já tratou de contratar mais dois defesas esquerdos: o brasileiro Djavan (ex-Académica) e o suíço Loris Benito (ex-Zurique), respetivamente, 17º e 18º laterais canhotos da era de Jorge Jesus como treinador do Benfica.

Recapitulemos então todos os laterais esquerdinos que o clube “encarnado” teve desde que o técnico assumiu o comando na época 2009/2010. Nessa temporada, Sepsi (1), o tal que disse que queria ser melhor que Maldini, Shaffer (2), reforço indicado por Jesus, César Peixoto (3), Jorge Ribeiro (4) e Fábio Coentrão (5) lutaram pela posição e foi o “caxineiro” que mais vezes jogou a titular. Na temporada seguinte (2010/2011), chegou Carole (6), outro reforço que chegou cheio de ilusões mas que não conseguiu vingar. Coentrão saiu para o Real no final dessa época e na seguinte (2011/2012), chegaram mais dois reforços: Emerson (7) e Capdevila (8), mas quando se esperava que a aposta recaísse no espanhol campeão do mundo, Jesus optou teimosamente no brasileiro tido como um dos “patinhos feios” desse plantel. O jovem Luís Martins (9) também integrou esse plantel mas poucas hipóteses teve. Em 2012/2013 JJ tentou fazer com o regressado Melgarejo (10) o mesmo que fez com Coentrão mas sem o mesmo sucesso. Também do Paços de Ferreira chegou Luisinho (11) que também não ficou muito tempo na Luz. Integraram ainda o plantel o polivalente André Almeida (12) e o brasileiro Bryan (13), que começaram na equipa B. Na época passada chegaram Sílvio (14), Bruno Cortez (15) e Siqueira (16). Seguem-se agora Djavan (17) e Loris Benito (18). O suíço já provou ser bom a apanhar animais (ver foto). Resta saber se será bem sucedido e se ainda chegará mais algum durante este defeso.

 Adiram ao blog no facebook em

Friday, July 04, 2014

Anel na Boka para Reza(r) no Mundial

Como em todas as grandes competições costuma haver “nomes para todos os gostos”, o Mundial do Brasil não é excepção e decidi elaborar uma selecção dos atletas com os nomes mais curiosos da competição. Tentei optar por jogadores mais desconhecidos, e só por isso excluí o grande Kagawa que entrava de caras neste onze singular, e por abranger o máximo de selecções possível.
Mohamed Zemmamouche GR Algéria
Domagoj Vida DD Croácia
Nicolas N’Koulou DC Camarões
Azubuike Egwuekwe DC Nigéria
Arthur Boka DE Costa do Marfim
Anel Hadžić MD Bósnia
Yasuyuki Konno MC Japão
Marco Parolo MC Itália
José Pedro Fuenzalida ME Chile
Didier Ya Konan PL Costa do Marfim
Reza Ghoochannejhad PL Irão (na foto à esquerda)

 Adiram ao blog no facebook em

Tuesday, June 17, 2014

José Guedes: mais um português “à descoberta” do Brasil

Há muitos anos que é prática comum da generalidade dos clubes portugueses contratarem futebolistas brasileiros que em todos os inícios de época chegam “em catadupa”. O contrário é que não é habitual e nos anos mais recentes a única excepção de um português a jogar num clube brasileiro é o antigo internacional José Dominguez, que em tempos representou o Vasco da Gama... Quase uma década depois, José Lages Guedes é o mais recente caso de um jogador português que vai representar um clube brasileiro. O avançado de 20 anos é natural de Vila Cova à Coelheira, concelho de Vila Nova de Paiva, passou pelas camadas jovens do Sporting da Covilhã, e já representou os moldavos do Fotbal Club Sheriff Tiraspol. José Lages Guedes vai jogar nos sub-20 da Sociedade Esportiva Palmeirinha, através da World International Soccer, onde será o capitão da equipa que vai competir no campeonato Paulista (São Paulo) daquele escalão.

De acordo com a página oficial da SE Palmeirinha, o jogador já vinha sendo observado há algum tempo com o clube a informar também ter «chegado a acordo com o atleta português e com o parceiro dos Emirados Árabes Unidos que vai pagar o salário» do avançado. O jogador luso vai ser apresentado aos sócios a 1 de julho. Segundo a mesma página, Guedes destaca-se pela «velocidade, drible e empenho», podendo jogar nas alas ou no centro do ataque.

 Adiram ao blog no facebook em

Tuesday, June 03, 2014

Curiosidades do Mundial 2014

Aproxima-se a passos largos o dia em que a bola vai finalmente começar a rolar a sério no Mundial do Brasil e, nesse sentido, deixo aqui algumas curiosidades sobre alguns dos 736 atletas que vão participar na competição.

Mais alto: Fraser Forster, de Inglaterra, com 2,01 metros.

Mais baixo: Ioannis Fetfatzidis, da Grécia, com 1,63 metros.

Mais velho: Faryd Mondragón, da Colômbia, com 42 anos (1971-06-21).

Mais novo: Fabrice Olinga (na foto), dos Camarões, com 18 anos (1996-05-12).

Mais pesado: Daniel Van Buyten, da Bélgica, com 95 kg. 

Mais leve: Bernard, do Brasil, com 55 kg.

Bayern de Munique e Manchester United são os clubes com mais jogadores na prova, num total de 14.

A Rússia é a única selecção em que todos os convocados jogam no país.

Já na Costa do Marfim e no Gana, apenas um dos 23 seleccionados jogam nos respectivos campeonatos locais.

 Adiram ao blog no facebook em

Friday, May 30, 2014

Argélia ou “França B”?

A constante e crescente globalização e circulação de cidadãos entre diversos continentes é propícia à ocorrência de fenómenos curiosos como o que sucede com a selecção da Argélia. Da lista de 28 atletas pré-convocados por Vahid Halilhodzic há 21, sim 21, que nasceram em França, daí que, num cenário mais radical, a selecção do norte de África possa disputar o Mundial com apenas dois jogadores nascidos no país. A grande maioria dos convocados nasceu e cresceu em França, nunca tendo jogado em nenhum clube da Argélia. No Mundial de 2010 ocorreu algo semelhante, já que dos 23 convocados 17 nasceram em França. A grande vaga de argelinos para França na década de 60 do século passado é uma das razões que explica esta “francodependência”. Na maioria são jogadores que nunca tiveram oportunidades na seleção francesa e optaram por representar a pátria dos seus pais. Uma das raras excepções foi Zinedine Zidane, francês, mas filho de pais argelinos. “Zizou” ainda chegou a ser sondado para defender a Argélia, mas optou pela seleção francesa, na qual foi fundamental para a conquista do título mundial em 1998.

De resto, Sofiane Féghouli, jogador do Valência e maior “estrela” da selecção actual, chegou a representar as selecções jovens francesas mas acabou por optar por jogar pela Argélia devido à falta de oportunidades. Caso bem diferente é o de Karim Benzema, ponta-de-lança do Real Madrid, também ele descendente de argelinos, mas que a França tratou de “agarrar” a tempo. Na lista dos 30 pré-convocados da seleção argelina, Mohamed Zemmamouche (USM Alger), Azzedine Doukha (USM El Harrach), o academista Rafik Halliche, Saïd Belkalem (Watford), Abdelmoumene Djabou (Club Africain), o sportinguista Islam Slimani e o ex-vimaranense Hillal Soudani são os sete “heróis”que não são naturalizados.

Do lado oposto estão: Raïs M'Bolhi (CSKA Sofia), Cédric Si Mohamed (CS Constantine), Carl Medjani (Valenciennes), Aïssa Mandi, Madjid Bougherra (Lekhwiya), Faouzi Ghoulam (Nápoles), Liassine Cadamuro (Maiorca), Mehdi Mostefa (AC Ajaccio), Ryad Boudebouz (Bastia), Saphir Taider (Inter de Milão), Adlène Guedioura (Crystal Palace), Amir Karaoui (ES Sétif), Medhi Lacen (Getafe), o ex-benfiquista Hassan Yebda (Udinese), Yacine Brahimi (Granada), Nabil Bentaleb (Tottenham), Foued Kadir (Rennes), Sófiane Feghouli (Valência), Rafik Djebbour (Nottingham Forest), o portista Nabil Ghilas e Riyad Mahrez (Leicester).

 Adiram ao blog no facebook em

Monday, May 26, 2014

Argozelo tem o melhor ataque de Portugal

É em Trás-os-Montes que mora a equipa que apresenta a melhor média de golos marcados entre os campeonatos nacionais e as principais divisões do futebol distrital de norte a sul de Portugal. O Centro Cultural e Desportivo Minas de Argozelo marcou 82 golos nos 22 jogos que disputou na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Bragança, o que confere uma média de 3,72 golos por jogo. A equipa treinada por António Forneiro teve no avançado Ricardo Diz, autor de 28 golos no campeonato, um dos seus melhores elementos.

Apesar da espectacular capacidade concretizadora, a formação da vila do concelho de Vimioso terminou a competição na segunda posição a 10 pontos do campeão Torre de Moncorvo. Curiosamente, as duas formações vão defrontar-se na final da Taça da AFB, agendada para o próximo dia 1 de Junho. Foto: Facebook Grupo Desportivo Minas de Argozelo.
 Adiram ao blog no facebook em

Friday, May 23, 2014

Paulo Rangel na Malásia

Não. O cabeça-de-lista da Aliança Portugal não aproveitou o último dia de campanha para as eleições europeias para viajar até à Ásia. Este Paulo Rangel é outro. É brasileiro, marca golos que se farta e curiosamente no início da sua carreira passou por vários clubes portugueses. Paulo Rangel do Nascimento Gomes, de 29 anos, chegou esta época ao Selangor e é o melhor marcador da Liga da Malásia com 15 golos em 15 jogos, a que se juntam mais sete tentos em seis jogos na Taça da AFC (Asian Football Confederation).

Até já há quem fale na naturalização do ponta-de-lança para que passe a representar a selecção da Malásia. Em Portugal, Paulo Rangel representou Boavista, Varzim, Gondomar, Maia e Lousada até ao final da época 2006/07, altura em que regressou ao Brasil para clubes de menor dimensão, até que em 2008 teve a sua primeira experiência no continente asiático ao serviço do Dibba Al-Hisn SC, dos Emirados Árabes Unidos. Regressou ao Brasil onde se manteve até 2012 quando ingressou nos tailandeses do Muang Thong United FC. Daí saiu para a Malásia, primeiro para o Perak FA, actual clube do ex-sportinguista Purovic, onde as suas boas exibições despertaram a cobiça do Selangor.

 Adiram ao blog no facebook em

Tuesday, May 20, 2014

Simeone, o bi-campeão colchonero

Na longínqua época de 1995/1996, o Atlético de Madrid conquistou uma saborosa “dobradinha” em Espanha ao conquistar campeonato e a Taça do Rei com uma equipa treinada por Radomir Antic onde os jogadores mais influentes eram Luboslav Penev, Kiko, Milinko Pantic, José Luis Caminero, Molina e... Diego Simeone. Quis o destino que, passados 18 anos, fosse este raçudo médio argentino que levaria os “colchoneros” a intrometerem-se novamente na tradicional luta a dois entre Barcelona e Real Madrid.

“El Cholo” pode orgulhar-se, assim, de ser bi-campeão com uma equipa que continua a ser vista como um “outsider” naquela que muitos consideram ser a melhor liga do mundo e ainda se arrisca a ser campeão europeu caso este sábado consiga derrotar o super-milionário Real Madrid. O jovem técnico tem o mérito de ter conseguido extrair o máximo rendimento de jogadores que até esta temporada não passavam de banais. O melhor exemplo é o de Diego Costa, um dos grandes obreiros da conquista do título e que fez “esquecer” Radamel Falcao.
Nas três épocas que leva nos colchoneros, Simeone já conquistou um campeonato, uma Taça do Rei, uma Supertaça e ainda uma Liga Europa. Troféus que junta aos títulos de campeão argentino no Estudiantes (Apertura 2006) e no River Plate (Clausura 2008). Aos 44 anos, e independentemente do que acontecer na final de Lisboa, Simeone já ganhou um lugar de destaque na história do Atlético de Madrid.

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, May 08, 2014

William Carvalho eleito “jogador revelação”!

Sem margem para dúvidas, William Carvalho foi considerado o jogador revelação da liga portuguesa por 50 dos 67 leitores que votaram nesta eleição. Com apenas 22 anos, e após ter estado emprestado ao Fátima e aos belgas do Cercle Brugge, o jovem “pegou de estaca” no meio-campo do Sporting e rapidamente se assumiu como um dos indiscutíveis no esquema de Leonardo Jardim. Não há grandes dúvidas de que vai ser um dos 23 chamados por Paulo Bento para o Mundial e não será de espantar se soubar o lugar a Miguel Veloso. William Carvalho impressiona pela sua força física, rigor táctico e sentido posicional. Além disso, ainda apresenta um excelente sentido de oportunidade, que já lhe valeram quatro golos na Liga. Dificilmente ficará no Sporting.

Na segunda posição ficou o bracarense Rafa que arrecadou 11 votos, enquanto que o último lugar do pódio é partilhado pelo setubalense Ricardo Horta e pelo maritimista Theo Weeks, que recolheram ambos dois votos. Com apenas um ficaram Nuno Rocha e Pardo. Já Avto, Ederson, Miguel Rosa e Tomané não recolheram qualquer voto. Entretanto, está aberta nova votação sobre a selecção favorita a conquistar o Mundial do Brasil. Votem!

 Adiram ao blog no facebook em

Sunday, April 27, 2014

Sugestões para Paulo Bento

Já se sabe que o seleccionador nacional de Portugal é uma pessoa de ideias fixas e convicções fortes, daí que é quase impossível que possa surpreender na elaboração da convocatória dos 23 atletas que levará ao Brasil. Ainda assim, decidi elaborar um onze de jogadores portugueses que têm destaque em diversos campeonatos europeus, mais ou menos mediáticos, que nunca mereceram uma oportunidade na selecção principal.
GR - Mário Felgueiras, titularíssimo na baliza do CFR Cluj, sétimo da Liga da Roménia, 27 anos;
DD - Ivo Pinto, titular no campeão croata Dínamo Zagreb, 24 anos;
DC - José Fonte, indiscutível e jogador com mais minutos no Southampton, oitavo da Premier League, 30 anos; (na foto ao centro)
DC - Manuel da Costa, titular e goleador (seis golos) no surpreendente Sivasspor, quinto da Liga da Turquia, 27 anos;
DE - China, indiscutível e jogador com mais minutos no Ermis Aradippou, quarto da fase de apuramento de campeão da Liga do Chipre, 32 anos;
MD - David Caiado, começou a época no Beroe, da Bulgária, onde marcou sete golos. Transferiu-se em janeiro para o Tavryia Simferopol, da Ucrânia, onde já se afirmou como titular, 26 anos;
MC - André Castro, indiscutível e jogador com mais minutos no Kasimpasa, sexto da Liga da Turquia, 26 anos;
MC – Hélio Pinto, titular no Legia Warszawa, equipa que segue bem posicionada para revalidar o título na Polónia, já marcou seis golos, 30 anos;
ME - Fábio Espinho, titular e quinto mais utilizado no Ludogorets Razgrad, equipa que segue bem posicionada para revalidar o título na Bulgária, já marcou seis golos, 28 anos;
PL - Marco Paixão, indiscutível e terceiro melhor marcador (16 golos) na Liga da Polónia, ao serviço do AEL Limassol, Slask Wroclaw, que terminou a primeira fase no 12º lugar, 29 anos;
PL - Jorge Monteiro, indiscutível e quarto melhor marcador (14 golos) na Liga do Chipre, ao serviço do AEL Limassol, um dos primeiros, 25 anos. (na foto em cima)
Adiram ao blog no facebook em

Monday, April 21, 2014

Há três equipas 100% vitoriosas em Portugal

Os campeonatos nacionais de futebol estão a entrar na sua recta final e as classificações começam a ficar definidas. No entanto, isso não impede que nesta fase ainda haja equipas que só totalizam vitórias no respectivo campeonato na presente época. É o que se passa com três equipas que disputam o Campeonato de Promoção, equivalente à IIª Divisão, de futebol feminino.

Leixões, Viseu 2001 e Fundação Dona Laura dos Santos, de Moimenta da Serra (Gouveia) são as três formações que totalizaram triunfos em todas as jornadas do campeonato. O conjunto do concelho de Gouveia, que na última época disputou a Iª Divisão, apresenta uma diferença entre golos marcados e sofridos digna de registo: 154 (o que dá uma média superior a nove golos por partida!!!) contra apenas cinco. Curiosamente, apesar destes registos imaculados até ao momento, pelo menos, uma destas equipas não vai festejar a subida ao principal escalão. É que Leixões, Viseu 2001 e Fundação Dona Laura dos Santos (na foto) vão agora, juntamente com o CAC da Pontinha (20 vitórias em 22 jogos), defrontar-se na fase de apuramento de campeão num mini-campeonato em que apenas os dois primeiros classificados são promovidos.

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, April 03, 2014

Ex-nacionalista Duje Cop brilha na Croácia

Aos 24 anos, Duje Cop vive o melhor momento da carreira e é um dos grandes obreiros de mais uma excelente época a nível interno do Dínamo Zagreb, que está muito perto de revalidar o título na Croácia. O ponta-de-lança, companheiro de equipa dos portugueses Ivo Pinto e Ruben Lima, já leva 27 golos golos marcados esta temporada, 17 dos quais no campeonato, o que lhe permite liderar da lista dos melhores marcadores. Soma ainda mais sete na Taça, competição em que o clube já garantiu a presença na final, e três nas competições europeias, dois na fase de qualificação da Liga dos Campeões e um na Liga Europa.

Formado no HNK Cibalia e no Hajduk Split, Duje Cop chegou ao Nacional da Madeira ainda com idade de júnior no início da época 2008/09. O então promissor avançado foi alternando entre a formação júnior e a equipa principal do conjunto madeirense, onde alinhou apenas cinco jogos e apontou um único golo, tendo-se estreado na Liga contra o Sporting. De resto, apesar de ter assinado um contrato de cinco anos com a formação insular, Cop esteve apenas um ano na Madeira.

No final da época regressou ao Hajduk Split, onde permaneceu dois anos, antes de transitar para o RNK Split até chegar ao Dínamo Zagreb no arranque da temporada 2012/2013. O avançado tem um longo percurso nas selecções jovens da Croácia e a atual veia goleadora leva-o a alimentar a esperança de poder vir a ser chamado por Niko Kovac para disputar o Mundial do Brasil. A concorrência é fortíssima, mas sonhar não custa. Não seria o primeiro caso de estrangeiros que passaram sem sucesso por clubes portugueses e que depois disputaram Mundiais. Vejam alguns exemplos aqui.

 Adiram ao blog no facebook em

Monday, March 17, 2014

Quaresma considerado o melhor reforço de inverno

Ricardo Quaresma foi considerado o melhor reforço de inverno do campeonato português, tendo sido escolhido por 20 dos 59 leitores que participaram na última votação. O extremo recuperou a alegria de jogar no regresso ao Futebol Clube do Porto e já leva seis golos marcados em 13 jogos. O internacional formado no Sporting continua dono de uma técnica invejável e está a demonstrar ser uma opção que Paulo Bento deve ter em consideração para o Mundial do Brasil. Para trás ficam experiências menos bem conseguidas além fronteiras: Barcelona, Inter de Milão, Chelsea, Besiktas e Al Ahli.

Na segunda posição ficou Rusescu (13), avançado romeno do Sporting de Braga, e a completar o pódio ficou Shikabala (10), ainda sem qualquer minuto de utilização na equipa principal do Sporting. Seguem-se Heldon e Tozé Marreco, ambos com 5, Hugo Vieira, com 2, e Gonçalo Brandão, Roland Linz, Salim Cissé e Salin, todos com um voto. A zero ficou o argentino Mario Santana.

Entretanto, está aberta nova votação sobre qual a maior revelação da época em Portugal. Esclareço que optei apenas por jogadores que nunca tinham jogado com regularidade na SuperLiga e não mais de 24 anos (quando o campeonato começou). Votem!

 Adiram ao blog no facebook em

Friday, March 14, 2014

Yannick Djaló visto pelos americanos

Sem qualquer minuto de utilização em jogos oficiais nesta época, Yannick Djaló partiu esta semana à procura do “sonho americano”. Depois de na última temporada já ter sido cedido pelo Benfica aos franceses do Toulouse, o avançado foi agora emprestado até dezembro aos norte-americanos do San Jose Earthquakes. E os adeptos do clube da Califórnia estão bastante entusiasmados com a contratação do atleta formado no Sporting e cujo primeiro clube em Portugal foi a Associação Desportiva da Estação, da Covilhã. O clube da Major League Soccer editou um vídeo (que podem ver abaixo) com alguns dos melhores momentos do jogador natural da Guiné-Bissau que aguçou as expectativas dos adeptos dos “Quakes”. Escusado é dizer que o vídeo não contem imagens da paupérrima capacidade de recepção e controlo de bola do jogador de 27 anos, mas ela continua intacta e vai acabar por vir ao de cima.
Por cumprir ainda está a “promessa” de Jorge Jesus que um dia terá dito que conseguiria fazer de Yannick Djaló um grande jogador... Yannick Djaló assinou pelo Benfica em Janeiro de 2012 e alinhou em apenas cinco jogos, não tendo marcado qualquer golo.

 Adiram ao blog no facebook em

Monday, March 10, 2014

Porque é que os árbitros são agredidos?

Primeiro que tudo quero deixar bem claro que nada me move contra árbitros de futebol ou de qualquer outra modalidade e, com este post, não pretendo incentivar à prática de atos violentos sobre quem dirige os jogos.

Já assisti “in loco” a árbitros a serem agredidos e insultados, tanto por jogadores como por dirigentes ou espectadores. Há até quem vá à bola ansioso por ouvir uma falta assinalada contra a sua equipa para presentar os árbitros com alguns insultos que “ajudam” a tornar menos negra uma semana de dificuldades. Estes comportamentos são lamentáveis e em nada servem para dignificar o chamado “desporto-rei”. Contudo, o reverso da da medalha também se aplica em muitos casos.

Salvo honrosas excepções, há árbitros que usam e abusam de prepotência e arrogância quando dirigem jogos, seja de camadas jovens ou de seniores. Já presenciei encontros em que árbitros assistentes, provocados por adeptos, não se coíbem de responder na mesma moeda e alguns até fazem gestos menos apropriados. Também já assisti a árbitros ofenderem jogadores e os seus familiares mais próximos...

Não pretendo nem quero ser advogado de defesa de quem agride, mas não me espanta que por vezes a paciência de quem é prejudicado, por vezes declaradamente, e ainda por cima humilhado se esgote. Quem quer ser respeitado, tem que dar o exemplo, respeitando os outros da mesma forma.

 Adiram ao blog no facebook em

Friday, February 28, 2014

Red Bull “dá asas” ao Salzburg

Vice-campeão austríaco, o FC Red Bull Salzburg está a fazer uma época verdadeiramente notável. No campeonato, “só” têm 19 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o SV Grödig, - 58 contra 39 – fruto de 18 vitórias, quatro empates e duas derrotas. A equipa treinada pelo desconhecido alemão Roger Schmidt ostenta ainda o estatuto de melhor ataque (com 79 golos marcados, o que confere uma média de quase 3.3 golos por jogo) e melhor defesa (com 19 tentos sofridos). Os dois melhores marcadores da Liga austríaca são, como não podia deixar de ser, do Red Bull Salzburg. O brasileiro Alan de Carvalho leva 21 golos em 21 jogos e o espanhol Jonathan Soriano totaliza 18.

Mas é na Liga Europa que a formação patrocinada pela conhecida bebida energética, cujo slogan diz que “dá asas” a quem a bebe, está a fazer uma campanha até agora perfeita, depois de ter sido eliminada na terceira pré-eliminatória da Champions League pelos turcos do Fenerbahçe. Ao eliminar o Ajax, vindo da Champions, de forma “limpinha” com dois triunfos que não deixaram margens para dúvidas, o Red Bull Salzburg já estabeleceu um recorde na competição, tornando-se na única equipa a vencer os seus primeiros oito jogos – seis na fase de grupos e os dois dos 16 avos-de-final. O adversário que se segue é o Basileia. Vamos ver se o registo incólume se mantém.

 Adiram ao blog no facebook em

Friday, February 14, 2014

Algumas verdades sobre Minala

Muito se tem escrito esta semana sobre o camaronês Joseph Marie Minala e a sua pretensa idade. Como é cada vez mais usual, basta alguém avançar com uma “notícia” polémica que vai “tudo” atrás sem sequer se preocupar em tentar saber mais sobre o assunto. Vou tentar neste post dar algumas respostas a eventuais dúvidas sobre o atleta e desmentir outras informações que estão completamente erradas como Minala ter sido contratado em dezembro.

De acordo com o seu passaporte, Joseph Marie Minala terá nascido a 24 de agosto de 1996 em Yaoundé, capital dos Camarões, tendo portanto 17 anos. É um facto que o africano, tal como sucede com muitos futebolistas oriundos daquele continente, aparenta em algumas fotografias ter mais idade. Já noutras essa discrepância não é muito notória e passa bem por um “teenager”.

Vamos agora a factos concretos: Minala foi contratado no último verão pela Lazio ao Vigor Perconti, uma equipa amadora dos arredores de Roma, cujo símbolo é inspirado no Barcelona (ver foto principal). O médio ofensivo chamou a atenção pela sua capacidade física e força, tendo a Lazio ganho a corrida ao Inter de Milão e à Udinese que também terão estado interessados no jogador.
Minala tem sido um dos destaques da equipa Primavera da Lazio, uma espécie de equipa B do clube italiano, e foi inclusivamente convocado por Edy Reja para o escaldante derby romano do último domingo mas acabou por nem no banco se sentar.

Minala cresceu num projecto social para crianças de Roma, onde começou a jogar futebol e despertou a atenção do Vigor Perconti. Nos juvenis do clube, o camaronês já tinha um físico imponente que o fazia destacar-se entre os adversários da sua idade, daí que fosse costume jogar em escalões mais velhos.

O presidente do Vigor Perconti defende o seu ex-jogador: «O que dizem é absurdo. Conheço o rapaz e vi os seus documentos: o passaporte camaronês indica que nasceu em 1996 e os testes médicos comprovaram a sua idade», sustenta Maurizio Perconti. «Temos outros jovens nascidos em 1996 na equipa e se os vemos pensamos que eles são mais velhos. São simplesmente mais desenvolvidos do que o normal, mas continuam sendo jovens. Quando aparece um bom jogador, acima da média, as pessoas, infelizmente, ficam com inveja. É normal que ele seja atacado, também por causa da cor da sua pele. O mesmo acontece com outros jovens negros que jogam na nossa equipa».

Já o empresário de Minala sustenta que «certamente que há diferenças entre a infância dele e a de outros miúdos que vivem em Itália e isso pode ter deixado marcas no seu rosto e na sua expressão. Ele teve muitas dificuldades enquanto crescia. Se falarem com ele, vão perceber que é um miúdo de 17 anos em todos os aspectos», diz Diego Tavano.

Por seu turno, Stefano De Martino, diretor de comunicação da Lazio, não poupou quem questiona a idade do jogador: «Essas especulações irritam. Fico triste pelo rapaz, mas essas coisas acontecem apenas com a Lazio. Se Minala jogasse no outro lado do rio Tibre não teríamos artigos deste género».

O próprio Minala desabafou na sua conta de Twitter que «a inveja é a fraqueza do homem e as pessoas de alma pobre fazem mal aos outros quando se chega à Serie A». Outro facto indesmentível é que os próximos anos é que vão demonstrar se Minala tem talento e força para ser um craque e singrar ou se vai “desaparecer” do mapa futebolístico.

 Adiram ao blog no facebook em

Friday, February 07, 2014

Alcunhas do "catano” do Nacional de Seniores

Como o prometido é devido, aqui deixo uma selecção de atletas com alcunhas curiosas que representam equipas que disputam o Nacional de Seniores. Mais uma vez, de modo a abranger o maior número de equipas e de zonas decidi não eleger mais do que um jogador de cada clube.

GR - Ximena (Bragança), 32 anos;
DEF - Balizas (Esperança de Lagos), 26 anos;
DEF - Talocha (Vizela), 24 anos;
DEF – Kiki Ballack (Sertanense), 23 anos;
DEF - Kokas (Pedras Salgadas), 29 anos;
MED – Schweeps (Vilaverdense), 23 anos;
MED - Xoilas (Cinfães), 18 anos;
MED - Pipas (1º Dezembro), 23 anos;
AV. – Marocas (Benfica e Castelo Branco), 25 anos (melhor marcador da prova, na foto em cima);
AV. – Matreco (Portomosense), 23 anos;
AV. - Fufuco (Operário), 27 anos (na foto em baixo);


Adiram ao blog no facebook em

Tuesday, February 04, 2014

Fábio Paim de “olhos em bico”

Ainda não há confirmação oficial mas Fábio Paim estará perto de ser reforço dos chineses do Shenzhen Ruby, que terminaram a última edição da China League One, equivalente à IIª Liga portuguesa, na quinta posição.

Prestes a completar 26 anos, o extremo, que estava sem clube desde que saiu da AD Oliveirense, tenta relançar a sua carreira num campeonato com pouca visibilidade.

 Adiram ao blog no facebook em

Monday, February 03, 2014

Bruno Cortez eleito “rei dos flops”!

Sem grande surpresa, Bruno Cortez foi eleito o maior flop dos reforços que chegaram esta época ao campeonato português por a por 41 dos 111 leitores que participaram na última votação. Emprestado pelo São Paulo, o internacional brasileiro chegou à Luz a dizer que queria ficar para sempre no Benfica, esperançado em provar ser o lateral que o clube procura incessantemente desde que Fábio Coentrão saiu para o Real Madrid. Contudo, as suas fracas exibições e a vinda do seu compatriota Siqueira rapidamente demonstraram que o seu futuro na Luz não seria risonho. Regressou ao Brasil antes do Natal e não deixou saudades aos adeptos encarnados. Em segundo lugar ficou o portista Diego Reyes, com 21, e a fechar o pódio ficou o sportinguista Gérson Magrão (16). Fora do “top 3” ficaram Djuricic (12), Welder (9) e Héctor Herrera e Sulejmani, ambos com seis. Entretanto, está aberta nova votação sobre o melhor reforço de inverno. Votem!

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, January 30, 2014

Pablo Olivera goleador na Venezuela

Saltou para as primeiras páginas dos jornais em Portugal quando na época passada marcou dois grandes golos decisivos para o Moreirense eliminar o Sporting da Taça de Portugal. Até esse jogo disputado a 21 de outubro, que assinalou a sua estreia a titular, Pablo Olivera, reforço uruguaio, tinha sido suplente utilizado em apenas três jogos. A tardia e prometedora estreia fez questionar o porquê de não ter começado a jogar com regularidade mais cedo. A partir do jogo com a formação leonina começou a ter mais tempo de utilização mas viria a marcar apenas mais quatro golos, três para o campeonato e um para a Taça da Liga, insuficientes para que continuasse em Portugal. Finda a época e consumada a despromoção à IIª Liga do clube de Moreira de Cónegos, Pablo Olivera regressou à América do Sul, mas desta feita para a Venezuela.

Assinou pelo Carabobo FC e não tardou a assumir-se como a referência atacante da sua nova equipa, tendo sido um dos melhores marcadores do Torneio de Abertura com 11 golos, nenhum de penálti, juntamente com o colombiano Zamir Valoyes, do Mineros de Guayana. O avançado de 26 anos foi um dos grandes responsáveis para o clube vindo da IIª Divisão ter terminado o Torneio de Abertura da principal Liga na quinta posição. Agora, no Torneio Clausura, que leva três jornadas, já voltou a fazer o gosto ao pé. Aquela que é a sua segunda experiência fora do seu país está a correr de forma positiva para o avançado e, embora a liga venezuelana esteja longe de ser das mais competitivas e mediáticas do planeta, a sua “veia goleadora poderá vir a aguçar o interesse de clubes com maior projecção.

 Adiram ao blog no facebook em

Friday, January 24, 2014

A “armada” africana do Sporting da Covilhã

O Sporting da Covilhã tem neste momento nas suas fileiras sete jogadores africanos e, desde o início da época, o técnico Francisco Chaló já trabalhou com uma dezena de atletas oriundos daquele continente. O “peso” dos futebolistas africanos no rendimento de uma das “equipas-sensação” da IIª Liga é evidente, tanto que o clube reforçou a “armada” no mercado de inverno e precaveu a eventual saída de algumas das suas “pérolas negras”.

A Guiné-Bissau, com três atletas (Forbes, Báta e Agostinho Soares), é o país mais representado, seguindo-se a Costa do Marfim, com Gui e o regressado Amian, e o Uganda, com Alex Kakuba e Kizito. O contingente africano poderia ser ainda maior, pois já este mês o também ugandês Apollo Razak foi dispensado para o Águias do Moradal, enquanto o cabo-verdiano Nené pediu para sair em novembro por ser pouco utilizado e, ainda na pré-época, o gabonês Oto’o, emprestado pelo Sporting de Braga, acabou por regressar ao clube de procedência. Desde cedo que Báta, vindo do Alcanenense da então IIIª Divisão Nacional, começou a dar nas vistas e Forbes, o seu companheiro na frente de ataque contratado aos açorianos do Operário, é um dos melhores marcadores na competição. No meio campo ofensivo, o costa-marfinense Gui, no clube há quatro épocas, pode finalmente mostrar de forma consistente o seu talento.

Na defesa, o ugandês Alex Kakuba, que chegou a meio da temporada transata também da IIIª Divisão (Esperança de Lagos), é indiscutível na lateral esquerda. Já Afonso Soares, também conhecido por Nconco, Amian e Kizito só se juntaram ao plantel mais tarde. O primeiro é um ponta-de-lança guineense que foi inscrito em dezembro após um período à experiência. Amian é um “velho conhecido”, pois chegou ao clube na mesma altura de Gui, mas na temporada transata esteve emprestado ao Anadia e na primeira metade da presente época tentou sem sucesso uma experiência nos franceses do Évian. Quanto ao jovem ugandês Kizito, foi o último a chegar, vindo do Leixões, e já marcou contra o Paços de Ferreira no seu segundo jogo pelos “leões da serra”. É no ataque que a influência dos atletas africanos mais se faz notar na excelente performance do Covilhã. O clube tem 27 golos marcados, dos quais 19 são da autoria do tridente formado por Forbes (11), Báta (seis) e Gui (2).

 Adiram ao blog no facebook em

Monday, January 20, 2014

Nomes do "catano” do Nacional de Seniores

O futebol é pródigo em nomes peculiares e alcunhas curiosas. E como por vezes os atletas dos escalões inferiores não têm o merecido e devido destaque decidi fazer uma selecção de nomes e alcunhas que considerei os mais singulares no meio das 80 equipas que disputam o Nacional de Seniores. De forma a abranger o maior número de equipas e de zonas decidi não eleger mais do que um jogador de cada clube. Este post incide apenas sobre nomes ou sobrenomes verdadeiros e brevemente publicarei outro sobre alcunhas.

GR - Kevin Cangalhas Bernardeco (Barreirense), 20 anos;
DEF - Bruno Gambóias (União de Montemor), 28 anos;
DEF - Lunácio Gomes (Gondomar), 19 anos;
DEF – Marco Sancadas (Quarteirense), 32 anos;
DEF - David Matado (Carapinheirense), 24 anos;
MED – Tó Frangolho (Cesarense), 25 anos;
MED - Iafai Manafa Janco (Anadia), 23 anos;
MED - Zé Brochado (Fafe), 21 anos;
AV. – Lutchindo (Perafita), 25 anos;
AV. – Heliquison (Oriental), 19 anos;
AV. - Yoruba (Sintrense), 28 anos (foto em baixo);

 Foto: Facebook do Sintrense

 Adiram ao blog no facebook em

Wednesday, January 15, 2014

Longe vão os tempos em que Cristiano Ronaldo usava o 11 e ainda não marcava penáltis...

Não é toda a gente que se pode orgulhar de já ter visto o melhor do mundo a jogar ao vivo em diferentes fases da sua carreira. A primeira vez que pude avaliar “in loco” as qualidades de Cristiano Ronaldo, que levaram Laszlo Bölöni chamá-lo para trabalhar com a equipa sénior do Sporting ainda com 16 anos, foi a 10 de outubro de 2001. O velho Estádio Santos Pinto, na Covilhã, acolheu um Portugal-Holanda de sub-17 e CR7 confirmou que nessa altura já estava muitos degraus acima dos demais. Então com 16 anos, o craque “só” esteve em dois dos três golos que Portugal marcou. Recordo aqui o que escrevi na altura: «Portugal chegou à vantagem numa jogada de contra-ataque conduzida por Cristiano Ronaldo, que tirou dois adversários do caminho, rematando para a defesa incompleta do guarda-redes holandês, surgindo Fábio Ferraz a empurrar para o fundo da baliza. Na segunda parte, Portugal entrou ao ataque e marcou aos 9 minutos, num livre directo executado de forma perfeita pelo jogador que mais se destacou em todo o encontro, Cristiano Ronaldo».

A segunda vez que vi Cristiano Ronaldo jogar ao vivo foi a 29 de abril de 2003 quando ele com apenas 18 anos representou os sub-21 num particular disputado no Estádio Municipal da Guarda contra a Noruega. Nesse jogo, o melhor do mundo envergou a camisola 11 (como podem confirmar na foto) e viu Ariza Makukula falhar um penálti. Outra curiosidade desse jogo residiu no facto de a Noruega ter chegado ao empate graças a um golo espectacular de Azar Karadas, que um ano depois seria contratado pelo Benfica.

Nesse mesmo ano, voltei a ver o craque jogar ao vivo a 6 de agosto na inauguração do Estádio Alvalade XXI em que o Sporting derrotou o Manchester United por 3-1. O então “puto maravilha” que jogou a extremo esquerdo “partiu a loiça toda” e ganhou o bilhete para Old Trafford. Sobre esse jogo escrevi que «O' Shea ainda hoje deve estar a endireitar os olhos e os rins, tantos foram os nós que Ronaldo lhe fez».

A última vez que vi CR7 jogar ao vivo foi, na Covilhã, em 2010 contra os Camarões durante o estágio de preparação da selecção nacional para o Mundial da África do Sul. Aí já com um estatuto completamente diferente, o craque do Real Madrid foi e continua a ser o centro de todas as atenções.

 Adiram ao blog no facebook em

Sunday, January 12, 2014

O jogo da vida de Domenico Berardi

Mesmo que venha a ter um lugar de destaque no futebol internacional, Domenico Berardi jamais esquecerá o jogo desta noite em que “só” marcou quatro golos ao AC Milan que permitiram uma espectacular vitória do Sassuolo sobre o outrora colosso transalpino. O Milan até entrou a ganhar e aos 13 minutos já vencia por 2-0 com golos de Robinho (9') e Balotelli (13') e pensou-se que o conjunto, de que faz parte o internacional sub-20 português Aladje, somaria a sua sexta derrota consecutiva. Puro engano. O jovem ponta-de-lança de apenas 19 anos decidiu entrar em acção e fez um “poker” com golos aos 15', 28', 41' e 47', nenhum deles de penálti. Berardi tem agora 11 golos e partilha a vice-liderança da lista de melhores marcadores com Carlos Tévez.

Apesar da má campanha da sua equipa o jovem ponta-de-lança está a ter uma época de sonho naquela que também é a sua temporada de estreia no principal campeonato de Itália. Berardi destacou-se na temporada passada, a primeira como profissional. Em 37 jogos na Série B italiana, fez 11 golos e assinou contrato com a campeão Juventus, embora tivesse permanecido no Sassuolo. Antes do “poker”, já tinha feito um “hat-trick” frente à Sampdória, embora aí tenha marcado duas grandes penalidades.

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, January 09, 2014

Hitzlsperger “saiu do armário”

A homossexualidade continua a ser um assunto tabu no mundo do desporto. Apesar disso, nos últimos tempos têm sido alguns os atletas de diferentes modalidades que se assumem como homossexuais. O caso mais recente, e talvez o mais mediático até ao momento por envolver um futebolista que conquistou uma medalha de prata num Europeu e uma de bronze num Mundial, é o do alemão Thomas Hitzlsperger. O antigo internacional germânico, que terminou precocemente a carreira aos 31 anos em setembro do ano passado, assumiu ser gay, em entrevista publicada esta quarta-feira no jornal Die Zeit. Hitzlsperger vestiu a camisola da selecção alemã em 52 ocasiões, tendo integrado a "Mannschaft" que terminou em segundo lugar o Euro2008 e em terceiro o Mundial 2006. Representou clubes como o Aston Villa, Estugarda, Lazio, West Ham, Wolfsburgo e Everton.

O ex-futebolista assumiu que «tem sido um longo e difícil processo [até tomar consciência de que era gay]. Só nos últimos anos percebi que preferia viver junto com um homem».«Ser homossexual em Inglaterra, na Itália e na Alemanha não é muito importante, pelo menos nos balneários. Eu nunca me senti envergonhado pelo que eu sou, mas nem sempre foi fácil sentar-me à mesa com 20 homens jovens e ouvir piadas sobre gays. Só tens de os deixar fazer isso, enquanto as anedotas têm alguma piada e não são insultuosas», explicou. Hitzlsperger assegura que «ser gay é um assunto ignorado no futebol» e que «não é levado a sério nos balneários», contrariando eventuais ideias pré-concebidas: «O espírito de lutador, a paixão e a mentalidade vencedora estão ligadas intrinsecamente e isso não confirma o cliché de que “os gays são sensíveis”», reforçou.

 Adiram ao blog no facebook em

Monday, January 06, 2014

A “fria” vingança de Jaime Poulson

Emprestado pelo Paços de Ferreira ao Desportivo das Aves, Jaime Poulson foi o “carrasco” da equipa com quem tem contrato até 2015/2016 na eliminatória da Taça de Portugal de ontem. O jovem avançado português marcou dois golos no espaço de 10 minutos e garantiu a reviravolta e a continuidade na prova à formação que joga na IIª Liga. No final do encontro, o actual técnico dos “castores” encaixou mal os golos e os festejos do jogador que começou a época no Paços, com o seu antecessor Costinha no comando. Henrique Calisto não se coibiu em afirmar que Jaime Poulson é «um jogador fraco» que, «não tem sido utilizado e, se jogasse sempre assim, se calhar, estaria no Paços». Na resposta, o atleta não quis alimentar polémicas e garantiu ter encarado este jogo «da mesma forma, mesmo estando emprestado, e fui profissional. Se sou mau jogador? Respeito todas as opiniões. Quem anda no futebol está sujeito a todo o tipo de comentários, mas fiquei com a certeza de que não regresso ao Paços no final da época. Depois se verá, dependendo do treinador».

O avançado ainda foi utilizado como suplente em duas partidas da SuperLiga, chegando no início de setembro à Vila das Aves, onde em 17 jogos da IIª Liga marcou apenas dois golos, tantos como os que marcou à equipa com quem ainda tem contrato. Antes de chegar ao Paços de Ferreira na última temporada, Jaime Poulson, de 24 anos, representou as camadas jovens do Boavista, Sporting de Espinho, Paredes e Varzim.

Foto: Site A Bola

 Adiram ao blog no facebook em

Monday, December 23, 2013

Boas Festas para todos!

Desejo um Feliz Natal e um excelente Ano Novo a todos os leitores, amigos e comentadores deste espaço. E até 2014!

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, December 19, 2013

Um onze de brasileiros naturalizados em actividade

Diego Costa é o último de uma vasta legião de futebolistas nascidos no Brasil que optaram por representar outra selecção. Este caso ganhou maiores contornos mediáticos porque, ao contrário do que sucedeu na esmagadora maioria das restantes situações, o ponta-de-lança foi chamado para representar o país onde nasceu e que até chegou a representar por duas vezes. De resto, o avançado do Atlético de Madrid só não se estreou já com a camisola da “roja” porque uma inoportuna lesão o impediu de defrontar a Guiné Equatorial e a África do Sul, em jogos amigáveis realizados em Novembro.

São vários os exemplos de atletas nascidos no Brasil que no Mundial do próximo ano poderão defrontar a selecção comandada por Luiz Felipe Scolari. Os caprichos do sorteio ditaram, desde logo, que o país anfitrião ficasse no mesmo grupo da Croácia e do México, daí que, à partida, Eduardo da Silva e Zinha possam jogar contra a pátria que os viu nascer. Mas há mais casos e por isso elaborei um onze de brasileiros naturalizados que ainda estão em actividade:
GR - Danilo (Guiné Equatorial/Alecrim), 31 anos;
DEF - Matías Aguirregaray (Uruguai/Estudiantes), 24 anos;
DEF - Douglas (Holanda/Dínamo de Moscovo), 25 anos;
DEF – Pepe (Portugal/Real Madrid), 30 anos;
DEF - Marcus Túlio Tanaka (Japão/Nagoya Grampus), 32 anos;
MED – Thiago Motta (Itália/PSG), 31 anos;
MED - Benny Feilhaber (Estados Unidos/Sporting KC), 28 anos;
MED - Edmar Aparecida (Ucrânia/Metalist Kharkiv), 33 anos (na foto em cima);
MED – Eduardo da Silva (Croácia/Shakhtar Donetsk), 30 anos; 
MED – Zinha (México/Toluca), 37 anos;
 AV. - Marcos Pizzelli (Arménia/FK Krasnodar), 29 anos (foto em baixo);
E ainda há o “polaco” Roger Guerreiro, o “bielorruso” Renan Bressan, o “búlgaro” Marquinhos, o “belga” Igor de Camargo ou os “alemães” Cacau e Kevin Kurányi.

 Adiram ao blog no facebook em

Thursday, December 05, 2013

Stélvio: do Milan ao Luxemburgo passaram apenas seis anos

Formado nas camadas jovens do Sporting de Braga, Stélvio Cruz estreou-se na equipa principal do clube minhoto com apenas 18 anos (época 2007/2008) e impressionou pela sua estampa física e poder de impulsão, para além de elevado sentido táctico que lhe permitia jogar a central ou a trinco com a mesma eficácia. Stélvio vivia então um sonho, pois para além de ter sido convocado para a selecção sub-21 de Portugal, ainda foi alvo de observadores do Milan e Juventus que terão seguido de perto a sua evolução. Na altura, o filho de Filipe Cruz, ex-andebolista internacional por Portugal, chegou até a ser comparado com o ex-internacional francês Patrick Vieira.

O jovem foi conquistando o seu espaço e utilizado com regularidade, até que na época 2009/2010 e, de forma algo surpreendente, o recém-chegado Domingos entendeu que Stélvio deveria rodar uma época por empréstimo na União de Leiria e a partir daí a carreira do promissor atleta entrou em declínio. Foi depois emprestado aos angolanos do 1º de Agosto e do Recreativo do Libolo, tendo pelo meio “roído a corda” a um empréstimo ao Sporting da Covilhã. Em 2010 respondeu positivamente ao apelo de Manuel José e representou Angola, país onde nasceu, na CAN, tendo sido titular nos três jogos.

Em 2012, já desvinculado do Sporting de Braga, representou o Recreativo da Caála e na época passada voltou à Europa, tendo assinado pelos cipriotas do Alki Larnaca, onde até fez uma campanha positiva, sendo titular na maioria dos jogos. Mais uma vez de forma surpreendente assinou no início desta temporada pelos amadores do F91 Dudelange, actual segundo classificado do campeonato do Luxemburgo. Que futuro estará reservado para Stélvio?

 Adiram ao blog no facebook em