Friday, November 01, 2013

Fernando já jogou pelo Brasil e foi suspenso (um ano) por agredir um árbitro

«Nunca ninguém da seleção brasileira me procurou. Sinto-me também um pouco português. A minha história foi toda feita aqui. Não tenho história no Brasil. Já são sete anos desde a minha transferência para o FC Porto, a minha filha nasceu aqui, tenho residência, a minha família gosta daqui, sente-se acolhida». Quem ouve Fernando falar poderá ficar com a ideia de que o trinco saiu do seu país como um perfeito desconhecido como sucedeu, por exemplo, com Hulk ou Pepe. Puro engano. O trinco do FC Porto saiu do seu país com 19 anos, mas representou o país onde nasceu nas camadas jovens e sagrou-se mesmo campeão sul-americano de sub-20, competição onde agrediu um árbitro no jogo contra o Chile. Esse gesto irreflectido custou-lhe um ano de suspensão e, desde aí, nunca mais representou a “canarinha”.

É curioso que este caso da agressão tenha sido bastante “abafado” em Portugal mas é uma “mancha” na carreira do jogador que é um exemplo de profissionalismo no campeão nacional. Fernando Reges, hoje com 26 anos, foi contratado ao Vila Nova e na primeira época em Portugal foi emprestado ao Estrela da Amadora. A partir daí fixou-se no plantel principal do FC Porto e rapidamente se transformou numa pedra basilar no esquema da equipa, onde ganhou a alcunha de “polvo”. Agora, e depois de ver que não cabe nas escolhas de Scolari mostra-se disponível para representar a selecção portuguesa. Paulo Bento é que parece não estar para aí virado...

 Adiram ao blog no facebook em

4 comments :

Anonymous said...

Na linha do CM e do 'Record' - agora dirigido pelo isento e insuspeito Manha - o 'Futebol Bonito'optou por destacar uma notícia que, de alguma forma, pretende beliscar o FCP. Não sei se a investigação foi conduzida por Paulo Pereira Cristóvão, esse grande ex-dirigente de um igualmente grande clube, mas o que me apraz dizer é que Fernando é jogador a mais para uma selecção orientada por um medícore...

André Sousa said...

O Fernando é um grande jogador, mas espero que ele não seja chamado para jogar na selecção portuguesa. Apesar do futebol globalizado que se está a impor cada vez mais, serei sempre a favor da identidade nacional.

http://bolaindigena.blogspot.pt/

Cumprimentos

Anonymous said...

Para que precisamos nós de um brasuca quando temos o futuro melhor médio defensivo do Mundo?

Ivo Duarte said...

Não posso crer!
Seja como for, com o Paulo Bento não vale a pena sequer pensar no assunto.
Mas é curioso, nunca vi noticias do fc porto acerca deste assunto...