Friday, September 14, 2007

Carlos Miguel, mais um flop do Sporting



Carlos Miguel da Silva Júnior faz parte da lista de autênticos flops que o Sporting foi buscar ao mercado sul-americano a preços extremamente caros para a realidade do futebol português na senda de Hanuch e Kmet, por exemplo. Chegou a Alvalade no início da época 1997/98, a primeira dos “leões” no actual modelo da Liga dos Campeões, por uma verba que rondou os 800 mil contos. Vindo do Grêmio de Porto Alegre chegou referenciado como um dos principais reforços da equipa então treinada por Octávio Machado, mas o seu aparente ar pesado depressa me fez duvidar do seu valor. Temores que, infelizmente, se vieram a confirmar e em Dezembro voltou ao Brasil para actuar no São Paulo, onde pegou de estaca, chegando a representar a selecção brasileira por cinco vezes em 2001, tendo marcado um golo contra os Camarões. Nunca mais voltou a jogar na Europa, passando ainda pelo Internacional, de novo pelo Grêmio, para acabar a carreira aos 34 anos em 2006 no tão conhecido dos portugueses Corinthians Alagoano. Famoso pelo seu pé esquerdo, venceu vários títulos importantes como a Taça dos Libertadores (1995), Taça do Brasil (1994 e 1997), Campeonato Mineiro (1993, 1995 e 1996), Campeonato Paulista (1998 e 2000) e Torneio Rio - São Paulo (2001). Pela carreira que construiu no seu Brasil sou forçado a concluir que foi apenas um dos muitos jogadores brasileiros que não se conseguiram adaptar ao futebol português.
Adiram ao blog no facebook em

8 comments :

Net Esportes said...

Grande Carlos Miguel, eu sempre me referia a ele como C.Miguel.... foi bom você falar dele, lembrei de um jogo que o São Paulo ganhou do Santos pelo Torneio Rio-SP por 1 a 0 com gol dele..... C.Miguel !!!!!!!!! bom sinal pra amanhã.......... he he

Anonymous said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Alexandre Massi said...

carlos miguel vivia machucado. Ganhava um salário alto e toda hora se contundia. É da turma do Ronaldo, meio gordinho.

Miguel said...

Por vezes não se dá tempo suficiente aos jogadores estrangeiros para se adaptarem ao futebol português.
No Sporting também lá esteve o Gimenez que mais tarde se fartou de marcar golos em Espanha, ou o Heinze que depois foi para o Man Utd.

Dassler Marques said...

Esse é um dos tantos jogadores que só jogaram bola nas mãos do Felipão, no Grêmio de 94-95-96.

abraço :)

gerson sicca said...

era meio gorinho mesmo. Mas era bom para times do luiz felipe. sabia segurar a bola o tempo suficiente para a chegada dos laterais e o subseqüente cruzamento na área na cabeça do jardel.

Ângela said...

Sem dúvida, um autêntico flop na época em que o Sporting enfiou os maiores barretes da sua já longa história. Lembro-me da estreia deste Carlos Miguel, salvo erro em Guimarães, em que perdemos por 1-0 e onde ele sobressaiu... pelo excesso de peso. Pouco ou nada fez de relevante e depois disso também teve poucas oportunidades. Pelé, Gimenez,Damas,Renato,Ramirez,De Wilde eram outros flops que faziam parte da equipa nesse ano. Penso que foi a época em que o Sporting mais investiu e aquela em que mais desiludiu.

Anonymous said...

Mineiro? não seria Gaúcho?

é um icone do Grêmio de Felipão que também teve Danrlei, Arce, Paulo Nunes e Jardel.

conquistou Taça Libertadores 1995, Recopa Sul-Americana 1996, Campeonato Brasileiro 1996, Copa do Brasil de 1994 e 1997, Campeonato Gaúcho de 1994, 1995 e 1996 em apenas 4 anos no clube