Tuesday, March 18, 2008

Lucas diz adeus ao futebol, mas não à vida!


Lucas, médio português que alinhava no Estrela Vermelha de Belgrado, foi obrigado a “arrumar as botas” de forma prematura, depois de lhe ter sido detectado um problema cardíaco. Continuar a jogar futebol seria um risco para a vida do atleta, de 28 anos, que sempre impressionou pela sua grande disponibilidade física que lhe permitia correr os jogos todos sempre ao mesmo nível. João Nuno Silva Cardoso Lucas nasceu há 28 anos nas Caldas da Rainha, tendo iniciado a sua carreira ao serviço do Sporting de Pombal, transitando depois para a Académica de Coimbra, onde esteve cinco épocas, antes de jogar três temporadas no Boavista. No início da temporada, aceitou o convite para a “aventura” sérvia. Polivalente, tanto actuava como lateral direito como a trinco. É caso para dizer que se perde um bom jogador, mas que se evita uma tragédia como as que vitimaram Puerta, Fehér ou Marc-Vivien Foé, por exemplo.

8 comments :

Klaus said...

Perde um bom jogador, mas ganha uma vida!! Fehér, Serginho, Puerta, poderiam ter escapado ilesos e servem como referências hoje. Melhor assim!! Abração.

Anonymous said...

poderá continuar ligado ao futebol, como treinador ou dirigente. era um bom jogador. vamos ver quem se vai lembrar agora de lucas, nesta fase da sua vida.

Anonymous said...

grande jogador... perde-se um futebolista que jogava sempre com amor pela camisola que envergava... foi,durante o período que esteve no meu boavista, um dos meus jogadores preferidos, nunca virando a cara à luta... é pena que acaba já a carreira, mas há vida para além do futebol... força aí Lucas... Francisco Carvalho

Arthur Virgílio said...

Vida acimad e tudo. Decisão acerta do atleta.

Felipe Leonardo said...

Uma pena que mais um jogador tenha a carreira abreviada por problemas cardíacos. Pelo menos o problema foi descoberto a tempo, antes que acontecesse outra tragédia...

Abraço,
Felipe Leonardo

Filipe Araújo said...

ser impedido, por qualquer motivo, de fazer o que se ama deve ser a pior coisa do mundo. mas vale a ena a precaução.

vida que segue!

Hoje é centenário do Clube Atlético Mineiro. Confira a homenagem do Gambetas.

http://gambetas.blogspot.com

Abrazo!

Pato said...

É quase que uma fatalidade para um jogador ser impedido de jogar por problemas de saúde.

Mas, infelizmente, como não há remédio, resta esperança em outros ramos.

Tomara que ele tenha sucesso na sua vida, coisa que aqui no Brasil, o Diogo, volante do Cruzeiro, não teve cabeça para ter.

Após sofrer um enfarto, o jogador foi impedido. Tentou cursar educação física, desistiu do curso, e, logo após, sofreu outro enfarto em uma pelada de fim de semana.

Abraço

gerson sicca said...

Impressionante como tem jogador deixando de jogar por causa de problemas cardíacos.