Tuesday, August 28, 2007

Mais uma morte estúpida!


Aos 22 anos, com muito para dar ao futebol, Antonio Puerta perdeu o mais decisivo jogo da sua vida. É nesta altura que todas as estúpidas discussões sobre quem ganha ou quem perde, se foi atraso ou não, perdem todo o sentido. O futebol é para ser uma festa, com rivalidades, mas tudo dentro de certos limites. De certo, que era deste modo que Puerta vivia o “desporto-rei”. Paz à sua alma!

8 comments :

Anonymous said...

Perdeu-se um jogador de enorme potencial, mas acima de tudo, um homem... Irá, com certeza, ser lembrado para sempre, não só pelos golos que marcou mas também pela atitude em campo... Agora há que colocar a questão: como é possível que tantos morram assim, sabendo ainda por cima que não era a primeira vez que o jogador sofria ataques e desmaios... Esperemos que algo mude...

gerson sicca said...

O futebol está tornando-se um esporte com risco de vida. Há problemas sérios que precisam ser resolvidos.O que a FIFA e as Federações vão fazer?

Elisabete Silva said...

Tens toda a razão no que dizes, perde-se um grande jogador, mas uma pessoa, é triste morrer assim, mas é nestas alturas que se põe de lado as grandes rivalidades, e os adeptos do Bétis deram uma grande lição a todos os adeptos de futebol...
Esperemos que alguém tente travar estas situações, tristes e em pleno relvado diante de milhares de pessoas

Filipe Araújo said...

aqui no brasil também perdemos um jogador praticamente nestas cicunstâncias. e o pior...

os médicos sabiam do problema, mas não deram o devida importância.

=======

belo blog!!

dê uma passada no meu depois:

http://gambetas.blogspot.com

=======

abrazo!!

Gabriel Dudziak said...

De fato. É nesse momento que o resultado da partida, as jogadas bonitas ou qualquer outra coisa perdem todo o sentido. Só fica a imagem do rapaz estendido no chão.

Triste e infelizmente não será a última do tipo.


Quanto ao Schemeichel concordo com você, mas me refiro no discreta em nível de futebol mundial. A visibilidade do Sporting, mesmo com o título, foi bem menor que a do Manchester nos 10 anos citados.

Abraço rapaz

PS: Vou te adicionar nos blogs parceiros

Vinicius Grissi said...

Uma pena mais uma perda. Fiquei me perguntando o motivo: descaso? excesso de pressão? jogadores no limite físico? coincidência? Confesso que não sei...

gerson sicca said...

Escrevi algo sobre a morte de Antonio Puerta no meu blog.

Jota said...

Antonio Puerta era muito novo e anda tinha muito para dar ao futebol e ao Sevilha F.C.