Wednesday, October 21, 2009

Jones e os interesses da FIFA...

A FIFA autorizou Jermaine Jones a representar a selecção dos Estados Unidos depois do médio já ter jogado pela Alemanha em três ocasiões, abrindo um grave precedente para futuros casos do género.

Jones, de 27 anos, que nasceu em Frankfurt mas tem dupla nacionalidade, jogou pela selecção germânica frente à Áustria, Bielorrússia e a Inglaterra. O jogador do Schalke 04, afastado dos relvados devido a uma fractura na perna esquerda, manifestou intenção de representar os Estados Unidos, depois de saber que não está nos planos de Joachim Löw para o Mundial 2010. Em causa não está o valor do jogador, que até considero ter bastante qualidade, mas o facto da FIFA ceder perante uma potência económica como são os Estados Unidos...

Recorde-se, por exemplo, que Pedro Emanuel não pôde representar Angola no Mundial 2006 por ter feito quatro jogos pela selecção nacional de Sub-21... Que outro critério pode ter sido utilizado para além de pressões económicas? A partir de agora, a confusão deve ser ainda maior, pois todos os países se sentirão legitimados para pedir o mesmo tratamento que os EUA tiveram.

1 comment :

Discutindo Futebol said...

Boa noite! Realmente é incrível a forma parcial e nada clara que estes orgãos analisam as situações.

Quero deixar uma pergunta à vocês:

- A entrada de jogadores como Deco e Liedson, entre outros, ajudam a Seleção Portuguesa e o futebol daí ou só atrapalha?

Abraços