Thursday, June 24, 2010

Mundialistas que já actuaram em Portugal!

Não vou falar do óbvio e referir-me aos jogadores que passaram pelos clubes grandes do futebol nacional, mas sim falar daqueles que representaram ou treinaram em clubes de menor dimensão.

Yakubu Aiyegbeni é o protagonista do caso mais peculiar e talvez o menos conhecido de todos. Isto porque, o goleador nigeriano do Everton, que protagonizou uma das perdidas mais escandalosas do Mundial frente à Coreia do Sul, esteve muito perto de representar o Gil Vicente, clube presidido pelo enigmático António Fiúza. Estávamos em Agosto de 1999 quando o emblema de Barcelos apresentava como reforço um jovem internacional nigeriano nos escalões de formação. Contudo, algumas questões burocráticas relacionadas com o envolvimento de vários agentes na transferência levaram o então presidente João Magalhães – que chegou a revelar que o clube iria contrair um empréstimo bancário para pagar os então 40 mil contos envolvidos na operação de compra do passe - a desistir do atleta. O então jovem de apenas 16 anos formado no Julius Berger foi então para Israel para jogar no modesto Hapoel Kfar-Saba, seguindo-se Dynamo Kyev, Maccabi Tel Aviv, Portsmouth, Middlesbrough e Everton, numa transferência que rendeu 11,25 milhões de libras na sua aquisição...

O ex-defesa central do Beira-Mar Antolin Alcaraz é outro mundialista que nunca jogou nos grandes de Portugal. Deu nas vistas logo no primeiro jogo do Paraguai frente à Itália por ter marcado um golo e ter sido eleito o melhor em campo. Tem 28 anos, jogou na equipa de Aveiro entre 2002/03 e 2006/07, de onde se transferiu para o Club Brugge e já se sabe que para a próxima temporada vai vestir a camisola dos ingleses do Wigan.

Diego Benaglio dispensa apresentações. Titular da baliza suíça, brilhou no Nacional da Madeira entre 2005/06 e 2007/08. Continua no Wolfsburg, onde é indiscutível e já foi campeão alemão.

Álvaro Fernández foi o que jogou em Portugal mais recentemente, mas de forma quase despercebida, pois apenas esteve meia época em Setúbal, regressando à Universidade do Chile em Dezembro último. Dos quatro, considero que é o único que não possui valor para jogar num clube de maior projecção em Portugal. Quanto aos outros, não os “agarraram” a tempo e agora já será muito difícil fazê-los regressar.

 Adiram ao blog no facebook em

2 comments :

Reuniao de Noticias said...

Caro amigo,escelente blog. Grande trabalho.
Está interessado numa troca de links? Sou novo nestas andanças. Responda no meu pf.
Abraços
http://reuniaodasnoticias.blogspot.com/

Pedro Magalhães said...

O Yakubu esteve para ser contratado no tempo em que o meu tio (joão magalhães) era presidente do Gil Vicente. O jogador estava já em viagem para Portugal quando a força dos empresários entrou em acção. No entanto, naquela altura, Yakubu não tinha nem um terço da potência física de agora. Perdeu-se, ainda assim, um excelente jogador para o meu clube!

cumprimentos,
http://bolano-pe.blogspot.com